Você usa o Skype?

Loading...

Pesquisar este blog

Seguidores

Páginas

Total de visualizações de página

Postagens populares

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Músicasdo Afeto (3): Chalana, de Mário Zan & Arlindo Pinto


Chalana
Com Almir Sater

Composição: Mario Zn e Arlindo Pinto

La vai uma chalana
Bem longe se vai
Navegando no remanso
Do rio Paraguai
Ah! Chalana sem querer
Tu aumentas minha dor
Nessas águas tão serenas
Vai levando meu amor
Ah! Chalana sem querer
Tu aumentas minha dor
Nessas águas tão serenas
Vai levando meu amor
E assim ela se foi
Nem de mim se despediu
A chalana vai sumindo
Na curva lá do rio
E se ela vai magoada
Eu bem sei que tem razão
Fui ingrato
Eu feri o seu pobre coração
Ah! Chalana sem querer
Tu aumentas minha dor
Nessas águas tão serenas

Músicas do Afeto (2): Todo sentimento, de Chico Buarque & Cristóvão Bastos


Todo sentimento
Chico Buarque & Cristóvão Bastos
Preciso não dormir
Até se consumar
O tempo da gente
Preciso conduzir
Um tempo de te amar
Te amando devagar e urgentemente
Pretendo descobrir
No último momento
Um tempo que refaz o que desfez
Que recolhe todo sentimento
E bota no corpo uma outra vez
Prometo te querer
Até o amor cair
Doente, doente
Prefiro então partir
A tempo de poder
A gente se desvencilhar da gente
Depois de te perder
Te encontro com certeza
Talvez num tempo da delicadeza
Onde não diremos nada
Nada aconteceu
Apenas seguirei
Como encantado ao lado teu.

Músicas do Afeto (1): No rancho fundo, de Lamartine Babo, Ary Barroso, com Milton Nascimetno, Zezé di Camargo & Luciano



Composição: Ary Barroso / Lamartine Babo

No rancho fundo
Bem prá lá do fim do mundo
Onde a dor e a saudade
Contam coisas da cidade...

No rancho fundo
De olhar triste e profundo
Um moreno canta as máguas
Tendo os olhos rasos d'água...

Pobre moreno
Que de noite no sereno
Espera a lua no terreiro
Tendo um cigarro
Por companheiro...

Sem um aceno
Ele pega na viola
E a lua por esmola
Vem pro quintal
Desse moreno...

No rancho fundo
Bem prá lá do fim do mundo
Nunca mais houve alegria
Nem de noite, nem de dia...

Os arvoredos
Já não contam
Mais segredos
E a última palmeira
Ja morreu na cordilheira...

Os passarinhos
Internaram-se nos ninhos
De tão triste esta tristeza
Enche de trevas a natureza...

Tudo por que
Só por causa do moreno
Que era grande, hoje é pequeno
Pra uma casa de sapê...

Se Deus soubesse
Da tristeza lá serra
Mandaria lá prá cima
Todo o amor que há na terra...

Porque o moreno
Vive louco de saudade
Só por causa do veneno
Das mulheres da cidade...

Ele que era
O cantor da primavera
E que fez do rancho fundo
O céu melhor
Que tem no mundo...

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

2008 VEM AÍ: APAREÇA!



Para todos vocês,

Obrigaço !
(obrigado e um abraço)
do

Guz
Paulo Cangussu
(31) 9929 9882
Skype= guz2006
Quem é criativo, não conecta simplesmente:
faz descobertas...
Descubra-me, nos
www.guz.com.br
www.bloguz.blogspot.com

www.youtube.com/guzcartunista

Há 30 anos, morria Charlie Chaplin. Recordemo-lo n´O Grande Ditador: o último discurso.


O último discurso

de "O Grande Ditador"

Sinto muito, mas não pretendo ser um imperador. Não é esse o meu ofício. Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja. Gostaria de ajudar – se possível – judeus, o gentio... negros... brancos.

Todos nós desejamos ajudar uns aos outros. Os seres humanos são assim. Desejamos viver para a felicidade do próximo – não para o seu infortúnio. Por que havemos de odiar e desprezar uns aos outros? Neste mundo há espaço para todos. A terra, que é boa e rica, pode prover a todas as nossas necessidades.

O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos. A cobiça envenenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódio... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.

A aviação e o rádio aproximaram-nos muito mais. A própria natureza dessas coisas é um apelo eloqüente à bondade do homem... um apelo à fraternidade universal... à união de todos nós. Neste mesmo instante a minha voz chega a milhares de pessoas pelo mundo afora... milhões de desesperados, homens, mulheres, criancinhas... vítimas de um sistema que tortura seres humanos e encarcera inocentes. Aos que me podem ouvir eu digo: "Não desespereis! A desgraça que tem caído sobre nós não é mais do que o produto da cobiça em agonia... da amargura de homens que temem o avanço do progresso humano. Os homens que odeiam desaparecerão, os ditadores sucumbem e o poder que do povo arrebataram há de retornar ao povo. E assim, enquanto morrem homens, a liberdade nunca perecerá.

Soldados! Não vos entregueis a esses brutais... que vos desprezam... que vos escravizam... que arregimentam as vossas vidas... que ditam os vossos atos, as vossas idéias e os vossos sentimentos! Que vos fazem marchar no mesmo passo, que vos submetem a uma alimentação regrada, que vos tratam como gado humano e que vos utilizam como bucha de canhão! Não sois máquina! Homens é que sois! E com o amor da humanidade em vossas almas! Não odieis! Só odeiam os que não se fazem amar... os que não se fazem amar e os inumanos!

Soldados! Não batalheis pela escravidão! Lutai pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas está escrito que o Reino de Deus está dentro do homem – não de um só homem ou grupo de homens, ms dos homens todos! Está em vós! Vós, o povo, tendes o poder – o poder de criar máquinas. O poder de criar felicidade! Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela... de faze-la uma aventura maravilhosa. Portanto – em nome da democracia – usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um mundo novo... um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à mocidade e segurança à velhice.

É pela promessa de tais coisas que desalmados têm subido ao poder. Mas, só mistificam! Não cumprem o que prometem. Jamais o cumprirão! Os ditadores liberam-se, porém escravizam o povo. Lutemos agora para libertar o mundo, abater as fronteiras nacionais, dar fim à ganância, ao ódio e à prepotência. Lutemos por um mundo de razão, um mundo em que a ciência e o progresso conduzam à ventura de todos nós. Soldados, em nome da democracia, unamo-nos!

Hannah, estás me ouvindo? Onde te encontrares, levanta os olhos! Vês, Hannah? O sol vai rompendo as nuvens que se dispersam! Estamos saindo da treva para a luz! Vamos entrando num mundo novo – um mundo melhor, em que os homens estarão acima da cobiça, do ódio e da brutalidade. Ergue os olhos, Hannah! A alma do homem ganhou asas e afinal começa a voar. Voa para o arco-íris, para a luz da esperança. Ergue os olhos, Hannah! Ergue os olhos!

Elisa, do Tudo era uma vez, no sarau da Entreletras, falando Drummond

Guz & Elisa: Livraria Entreletras promove sarau drummoniano


Como diria Lorca, eram las ocho em punto de la noche de 19 de dezembro, quando Elisa, do Tudo era uma vez, nos trouxe um pouco da sensibilidade mágica de Drummond.A Livraria Entreletras, das amigas-irmãs Thais, Telma, Júnia, e Luiza, a sobrinha, promete um calendário de saraus para o próximo ano da melhor qualidade. A livraria tem um endereço muito fácil: sobreloja acima da Ouvidor, Fernandes Tourinho, esquina de Alagoas, onde está a escadaria de acesso. Qualquer coisa, ou encomenda, o fone é 3222 3182...

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Celtic Woman : Scarborough Fair






Are you going to Scarborough Fair?
Parsley, sage, rosemary and thyme
Remember me to one who lives there
He once was a true love of mine

Tell him to make me a cambric shirt
Parsley, sage, rosemary and thyme
Without no seams nor needle work
Then he'll be a true love of mine

Have him wash it in yonder dry well
Parsley, sage, rosemary and thyme
Where ne'er a drop of water e'er fell
And then he'll be a true love of min
e
Tell him to find me an acre of land
Parsley, sage, rosemary and thyme
Between salt water and the sea strands
Then he'll be a true love of mine
Tell him to reap it with a sickle of leather
Parsley, sage, rosemary and thyme
And gather it all in a bunch of heather
Then he'll be a true love of mine

Are you going to Scarborough Fair?
Parsley, sage, rosemary and thyme
Remember me to one who lives there
He once was a true love of mine
Scarborough Fair(tradução)
Simon & Garfunkel

Composição: musica cantada por trovadores de domínio público da Inglaterra






Você está indo à feira de scarborough?
Salsa, salvia, alecrim, e tomilho
Relembre-me a alguém que vive lá
Ela outrora foi o meu verdadeiro amor

Diga a ela para fazer-me uma camisa de cambraia
(no lado de uma colina, na profunda floresta verde)
Salsa, salva, alecrim, e tomilho
(seguindo o rastro de um pardal crista-de-neve no
Chão)
Sem nenhuma costura ou trabalho de agulha
(cobertores e roupas de dormir da criança da
Montanha)
Então ela será o meu verdadeiro amor
(dormem ignorados de um chamado de claridade)

Diga a ela para encontrar-me num acre de terra
(no lado de uma colina, um salpicado de folhas)
Salsa, salvia, alecrim, e tomilho
(lavam o chão com algumas lágrimas)
Entre a água salgada e a praia
(um soldado limpa e poli uma arma)
Então ela será o meu verdadeiro amor

Diga a ela para ceifar com uma foice de couro
(foles de guerra, brilhando em batalhões escarlates)
Salsa, salvia, alecrim, e tomilho
(generais ordenando seus soldados para matar)
E para colher tudo com um ramo de urze
(e para combater por uma causa que eles há muito
Esqueceram)
Então ela será o meu verdadeiro amor

Você está indo à feira de scarborough?
Salsa, salvia, alecrim, e tomilho
Relembre-me a alguém que vive lá
Ela outrora foi o meu verdadeiro amor

Celtic Woman é um grupo musical feminino formado por 4 vocalistas irlandesas : Chloë Agnew, Lisa Kelly , Méav e Orla Fallon e pela violinista Mairead Nesbitt.

Estas 5 excepcionais cantoras/musicistas irlandesas interpretam canções tradicionais celtas,canções contemporâneas e clássicas, com suas vozes suaves e angelicais nos transportando a uma atmosfera mágica e mística. O som etéreo de Celtic Woman é único. O CEO de Celtic Woman, Dave Kavanagh, o compositor e diretor musical, David Downes, um dos maiores selos independentes da Irlanda, Celtic Collections, e as gravadoras Manhattan e EMI transformaram Celtic Woman em um sucesso internacional.Celtic Woman apresenta as vozes e estilos únicos de cada uma das cantoras solistas assim como fantásticas apresentações em conjunto. O grupo é acompanhado pela " Irish Film Orchestra", pelo coral "Aontas" e por diversos outros músicos irlandeses.

O grupo já lançou 3 albuns :

1."Celtic Woman"

2."Celtic Woman:A Christmas Celebration"

3."Celtic Woman- A New Journey"

O primeiro álbum "Celtic Woman" foi filmado no Teatro Helix, Dublin, em setembro de 2004 para a PBS TV. As integrantes de Celtic Woman( Chloë, Méav, Lisa, Orla e Mairead) se encontraram pela primeira vez três dias antes da filmagem do DVD. Seria soménte uma única apresentação. Este show,filmado em setembro de 2004, foi primeiramente exibido pelos canais de TV nos Estados Unidos em março de 2005 e desde a estréia já foi transmitido 3400 vezes por 316 canais de TV americanos. O sucesso foi tão consagrador que decidiram prosseguir como grupo e ao mesmo tempo cada uma das integrantes continuou com sua carreira solo e com projetos individuais.Tanto o CD quanto o DVD, que foram lançados simultaneamente, conquistaram o disco de platina nos Estados Unidos.

O lançamento do segundo album,"Celtic Woman - A Christmas Celebration" ocorreu em outubro de 2006. Celtic Woman manteve o 1º lugar nas paradas mundiais por mais de 95 semanas consecutivas entre os lançamentos do primeiro e segundo álbum.

Internacionalmente, o primeiro CD Celtic Woman alcançou o selo platina na África do Sul e "A Christmas Celebration" já foi certificado com o ouro, o DVD arrebatou ouro na Austrália enquanto o CD, ouro no Japão.

O som incomparável de Celtic Woman tem causado um enorme impacto não soménte nos EUA mas também em muitos outros países tais como Japão, Austrália, Nova Zelândia, África do Sul, Alemanha etc. O grupo é chamado de Riverdance da voz.

Em 30 de janeiro de 2007, o terceiro album e DVD correspondente chegaram ás lojas. O concerto foi filmado ao vivo no castelo de Slane, Irlanda. A gravação de "Celtic Woman -A New Journey" contou com uma nova integrante,a convidada neozelandesa, descendente de irlandeses, o soprano Hayley Westenra, que também aceitou participar da turnê 2007 "Celtic Woman - A new Journey" na América do Norte, papel que alternou com Méav. Com este arranjo as cantoras puderam preservar a sua vida familiar e carreira solo.

Nos dias 17 e 18 de julho de 2007, Méav, Chloë, Lisa, Mairead e Orla(as integrantes originais de Celtic Woman) filmaram o DVD "A Christmas Celebration" ao vivo no Teatro Helix, em Dublin.

No dia 17/08/07 o site oficial de Celtic Woman anunciou que Méav decidiu não participar das próximas turnês com o grupo. Ela deseja passar mais tempo com a família e dedicar-se à sua carreira solo e à gravação do seu novo álbum que será seu 4º trabalho solo com lançamento previsto para o início de 2008. Méav,integrante original de Celtic Woman, permaneceu no grupo durante 3 anos.

A nova integrante de Celtic Woman é Lynn Hilary.

Panis Angelicus , com Celtic Woman


Panis Angelicus
Panis angelicus
Fit panis hominum;
dat panis coelicus
Figuris terminum
O res mirabilis!
manducat Dominium
Pauper, pauper,
Servus et humilis,
Pauper, pauper
Servus et humilis.

Nesta fantasia (Nella Fantasia), de Ennio Morricone, com o belíssimo conjunto irlandês Celtic Woman



Quando todos os presentes já foram entregues, os perus sacrificados, talvez haja mesmo um tempo que nos permita sonhar com uma noite de paz, sagrada na sua paz. Nada melhor para isso do que a trilha musical do conjunto Celtic Woman, em tres exemplos performáticos de voz e graça.
Nella fantasia
DE Ennio Morricone

Nella fantasia io vedo un mondo giusto,
Li tutti vivono in pace e in onestà.
Io sogno d'anime che sono sempre libere,
Come le nuvole che volano,
Pien' d'umanità in fondo all'anima.

Nella fantasia io vedo un mondo chiaro,
Li anche la notte è meno oscura.
Io sogno d'anime che sono sempre libere,
Come le nuvole che volano.

Nella fantasia esiste un vento caldo,
Che soffia sulle città, come amico.
Io sogno d'anime che sono sempre libere,
Come le nuvole che volano,
Pien' d'umanità in fondo all'anima.
Composição: ennio moricone

Nesta fantasia eu vejo um mundo justo
Ali todos vivem em paz e em honestidade
O sonho das almas que são sempre livres
Como as nuvens que voam
Cheias de humanidade dentro da alma

Na fantasia eu vejo um mundo claro
Lá também a noite é menos escura
Eu sonho que as almas são sempre livres
Como nuvens que voam

Na fantasia existe um vento quente
Que sopra pela cidade como amigo
Eu sonho que as almas são sempre livres
Como nuvens que voam
Cheias de humanidade no fundo da alma

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

São Francisco do pau-ôco: porque NUNCA votarei em Patrus Ananias!

video
Porque não votarei NUNCA em Patrus Ananias

Numa pesquisa rápida no Google, esse ferramental que traz no seu âmago o poder de esclarecer e confirmar reputações, é possível encontrar uma surpreendente e grande característica desse imenso engodo eleitoral em que se converteu o ex-íntegro Patrus Ananias:
a pusilanimidade.
Corram até o dicionário mais próximo, aqueles mais apressados.
Pusilânime é uma das notas mais baixas
no catecismo político.
s.f. Falta de coragem; fraqueza de ânimo. (Sin.: covardia, frouxidão, poltroneria.) -



Acontece muitas vezes a quem (pessoas ou entidades) deve ter um papel determinnte em alguns assuntos mas por circunstâncias várias acaba por não intervir ou intervir no campo do "politicamente correto". em fim uma inutilidade ...

Mais de 500 mil mineiros deram a Patrus Ananias uma eleição recordista em votos para a Câmara Federal.

Lá, calado e mudo ficou durante o período em que exerceu o mandato, contrariando as expectativas dos que nele antecipavam um fenómeno legislador . Depois, chamado por Lula para tocar o Bolsa Família, após o evidente samba do crioulo doido em que se transformou a disputa do Fome Zero entre frei Betto e os majoritários de José Dirceu que viam na polpuda verba uma paisagem para a colheita de mensalões, adaptou-se como um amanuense dedicado a transformar a fome brasileira em estatística eleitoral.

Stefen Finkel, o notável antropólogo canadense resumiu a evolução humana como o resultado de duas grandes demandas.: somos, em nosso primeiro ser, caçadores de proteinas e, depois, distribuidores de genes.

Patrus Ananias converteu-se ao apostolado de confirmar a primeira demanda, pois onde há fome, há votos. Para quem?
Para o sumo sacerdorte da seita da estrela vermelha, Lula, primeiro e único, (para sempre, SE VOCÊ NÃO REAGIR), evidentemente.

Institucionalizou-se a preguiça premiada,
amparada pela inércia e obsolescência da educação.

Somos um país sem saneamento básico,
sem educação CONDIZENTE, com professores explorados,
sem segurança, a metástase das drogas invadindo escolinhas,
mas temos hoje onze milhões de seres alimentados através de um cartão de plástico que lhes assegura a miséria eterna.

Mas nada disso poderia ainda ser definido como pusilanimidade, apesar de ser um bom indício. Era só uma questão de tempo pois, agora sabemos, se o .poder corrompe, aos petistas corrompe ainda mais rápidamente.. .

Nilmário Miranda, pisoteando sobre um passado que o enobrecia pela firmeza na luta pela ditadura, ávido de votos e poder, elegeria Newton Cardoso, o famigerado homem da mala das décadas de 70 e 80, como o seu melhor e nada leve parceiro eleitoral . O desastre era anunciado, mas revelador.Como um tsusnami mal afamado, fétido de compromissos quebrados, o apoio ao peso pesado da corrupção brasileira atingiu vestais que supúnhamos de imaculado branco. Partiu-se, esboroou-se, uma até então biografia que se pretendia envolta pela ética. Sabemos que o foi apenas pelo silêncio, constrangido, pusilânime quase sempre, agora quebrado pela entrevista em que mais uma vez lava as mãos, mergulhadas na covardia bajulante de uma ex-promessa de integridade. Pobres homens, pobre tempo este, paupérrimo Patrus Ananias.Ele pensou estar chutando um cachorro morto, extremo gesto dos covardes! Além desse novo e inesquecível adjetivo,pusilânime, adicionemos agora outro, carimbado em nossas almas de eleitores:
traiçoeiro.
Precisamos criar urgentemente
uma bolsa família de caráter!
(Para os que não me conhecem, este texto é a coerência de uma vida, como cidadão e artista que sou agora, e nas diferentes atividades que exercí como engenheiro e empresário.Leiam no final de tudo porque orgulho-me dessa coerência)

1. PATRUS ANANIAS

Lula levou, para o governo, o palácio do Planalto, uma esperta "quadrilha", uma "organização criminosa", denunciada pelo bravo Procurador Geral da República, com o objetivo escancarado de comprar a reeleição e os "20 anos de poder" do PT. Acabaram expelidos no esgoto do Mensalão.

Lula pensou que a "quadrilha" é que iria garantir o governo e a reeleição. Pois foi fora dali, com sua barba tosca e suas palavras enroladas, que um mineiro calado, o ministro Patrus Ananias, juntou o Leite de Sarney, a Bolsa-Escola de Cristovam Buarque, o Vale-Gás de Fernando Henrique e outros penduricalhos federais, reuniu tudo no Bolsa Família e aumentou os 6 milhões que já recebiam para 9 milhões no ano passado e 11,1 milhões agora.

É o maior, mais cristão e mais generoso cata-miséria que já se fez no país. E é também o maior cata-voto da história política nacional. Até o começo deste ano, eram 9 milhões de famílias. Para reeleger Lula, logo viraram, em seis meses, 11,1 milhões. No Brasil pobre, 11,1 milhões de famílias significam um universo de 50 milhões de pessoas. É o Brasil excluído.



NEWTON CARDOSO

Não foi por acaso que Lula fez seu comício de quarta-feira, ilegal, com Caixa-1, dinheiro público, em Contagem, prefeitura do PT, em aliança com o PMDB do ex-governador Newton Cardoso, novo xodó ideológico de Lula. "Segundo a prefeitura, mais 4 mil famílias da cidade entraram no programa e a prefeitura enviou cartas as 4 mil informando que haveria a cerimônia" (Globo).

No palanque, Lula plagiou Newton Cardoso: - "Pobre não dá trabalho, quer apenas um pão, rico quer um bilhão". Anos atrás, nas "Páginas Amarelas" da "Veja", Newton Cardoso lançou sua teoria política:

- "Faço política com pobre, porque pobre é barato. Rico é muito caro".

Saíram do comício, Lula fechou o acordo do PT de Minas com o PMDB de Newton : Nilmario Miranda governador, Newton senador e um aliado para vice. Como Newton é dono do PMDB, Itamar está sem legenda para senador. Itamar foi na conversa de José Dirceu, lançou sua candidatura a Presidente só para melar a convenção nacional do partido e ajudar Lula, levou uma pernada.
www.sebastioaonery.com.br
Data: 30/06/2006

Erro de estratégia
Por Marcos Loures 22/07/2006 às 00:26

Sobre um erro de estratégia que pode complicar uma eleição tranquila

Lula cometeu um erro inegável ao preterir Itamar Franco quando cerrou fileiras com Newton Cardoso, em Minas Gerais.
Newton Cardoso é um político do nível de um Paulo Salim da vida, sendo um dos piores governadores de Minas, famoso por sua falta de critérios éticos e tendência a se envolver em escândalos, desde os tempos em que era Prefeito de Contagem, a segunda cidade de Minas.
Esse erro se percebe em três frentes: em primeiro lugar, não acrescentou em nada na candidatura de Nilmário Miranda, excelente caráter, ótimo sujeito, mas com insignificante penetração dentro do próprio estado, sendo que o PT mineiro conta com políticos de maior expressão e aceitação, como Patrus Ananias, Paulo Delgado, entre outros...
Em segundo lugar, o afastamento de Itamar Franco da campanha pró Lula, traz um enfraquecimento entre os que admiram e têm em Itamar um homem íntegro e de mãos limpas. A bem da verdade, seu governo foi de uma retidão incomum, culminando com o plano real que, realmente, conseguiu estagnar a inflação.
O principal erro de Itamar foi na escolha de seu sucessor, dando de ?presente de grego? para o povo brasileiro, o sociólogo decrépito e falastrão, responsável pelo período de maiores escândalos e desgovernos da história do Brasil, com gigantesca piora econômica do País, como diz Helio Fernandes, ?o homem dos oitenta anos de atraso, em oito?.
Em terceiro lugar, a opção por Newton Cardoso, faz com que o, até então, omisso Aécio Neves, passe a ter uma atuação mais contundente na campanha de Alckmin.
Esses erros podem custar muito caro a Lula, podendo reverter uma posição tranqüila em Minas, onde sua vitória se demonstrava clara e evidente.
Há uma possibilidade real do crescimento de Alckmin e, principalmente, de Heloísa Helena, já que Alckmin carrega a ?herança maldita? do desgoverno de FHC.
Esses erros se demonstram na última pesquisa que aponta Queda de Nilmário e aumento de Aécio Neves.
Aturar Newton Cardoso é dose para elefante.
Se lembrarmos que, nas últimas eleições para governador de Minas, o Newtão teve menos que cinco por cento dos votos, veremos o quanto foi equivocada esta opção...
http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2006/07/358244.shtml


TRE-MG determina suspensão em inserções de Newton Cardoso

O juiz Rogério Medeiros Garcia de Lima, integrante da comissão de juízes auxiliares do TRE mineiro, concedeu, nesta quarta-feira (13), liminar em representação formulada pela Coligação "Minas Não Pode Parar" e determinou a suspensão da veiculação de inserções na propaganda eleitoral gratuita de televisão do candidato ao Senado Newton Cardoso, da Coligação A Força do Povo. Após assisitir ao vídeo com a gravação do programa veiculado nos dias 11 e 12 de setembro, o juiz acatou o argumento da representação de que houve divulgação de imagens externas de comícios nas quais o ministro Patrus Ananias, o prefeito Fernando Pimentel e o presidente Lula manifestam apoio ao candidato a senador Newton Cardoso. As imagens violam o artigo 51, inciso IV, da Lei nº 9.504/97: "Na veiculação das inserções é vedada a utilização de gravações externas, montagens ou trucagens, computação gráfica, desenhos animados e efeitos especiais..." COORDENADORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MINAS GERAIS 14 DE SETEMBRO DE 2006


A luta contra o faraônico e insano projeto do Governo de transposição do Rio São Francisco continua. Discordamos da posição do Ministro Patrus Ananias (cf. entrevista abaixo). O ministro é que se equivoca ao afirmar que Dom Cappio dificulta o diálogo.


Bispo é "intransigente", diz Patrus

Ministro, que teve carreira política construída a partir de pastorais da igreja, critica greve de fome

Em sua opinião, atitude de dom Luiz "não é um pressuposto razoável para uma relação de diálogo" e governo não deve ceder

EDUARDO SCOLESE
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Católico praticante, com sua carreira política construída a partir da igreja e de suas pastorais, o ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento Social) afirma que dom Luiz Cappio tem sido "intransigente" e que a linha de sua greve de fome é um extremo "inaceitável".
"É inaceitável ir ao extremo", disse o ministro. Patrus falou à Folha na quinta-feira, em seu gabinete. Antes, havia participado de uma missa ao lado de amigos da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil).

FOLHA - Como o sr. está acompanhando a greve de fome de dom Luiz Cappio?
PATRUS ANANIAS - Com orações. Tenho muito respeito pela posição de dom Luiz. Agora, discordo dele. Acho uma posição muito difícil, muito delicada. É quase que um inverso, é claro que pelo outro extremo: "Se você não fizer o que quero, te mato". É inaceitável ir ao extremo. Mas agora ele está colocando num outro extremo, o do automartírio. "Se não for feito o que eu quero, eu me mato". Com esse tipo de argumento, fica muito difícil conversar.
E ele fechou questão: tem que interromper a obra. Como cristão, católico, numa linha ecumênica, estou em estado permanente de oração e de vigília para que tudo se resolva da melhor maneira possível.

FOLHA - Dom Luiz tem sido intransigente?
PATRUS - Intransigente, nesse sentido, sim. "Faça o que quero, senão vou me matar" não é um pressuposto razoável para uma relação de diálogo, de entendimento. Ele nem sequer se dispõe a dialogar, ou seja, tem que haver a interrupção imediata das obras de transposição do rio. E acho que ele está equivocado neste aspecto.

FOLHA - O sr. é a favor da transposição?
PATRUS - Sou. É claro que uma transposição vinculada à revitalização.

FOLHA - Então, na opinião do senhor, o presidente não deve ceder à pressão da greve de fome?
PATRUS - De jeito nenhum. Agora, sem entrar no mérito, não quero julgar a intenção dele. Aí é ele e Deus. É ele e a consciência dele. Agora dificulta a conversa, quando você põe assim: "Se não fizer o que eu quero, não vou interromper o meu jejum". O presidente tem uma autoridade legítima e democrática que o povo deu a ele nas eleições de 2006. E ele está agindo rigorosamente dentro dos parâmetros legais e constitucionais. Os processos contra a transposição foram discutidos, batalhas judiciais foram vencidas.

FOLHA - E o que significa pra Igreja Católica uma situação como essa?
PATRUS - Pelo que sei, pela minha formação cristã, católica, a igreja é muito rigorosa com essas questões, inclusive com a eutanásia. A igreja não permite o auto-extermínio. A igreja não permite uma opção que, no limite, leve à morte, a não ser em situações muitíssimo especiais. Em condições normais, não só a Igreja Católica, mas a tradição cristã sempre se colocou rigorosamente a favor da vida.

FOLHA - O sr. compara ao suicídio?
PATRUS - Aí é da consciência de cada um. Certamente não quero entrar nos méritos de dom Luiz.


--
Obrigaço
(obrigado e um abraço)
do
Guz
Paulo Cangussu
(31) 9929 9882
www.guz.com.br
www.bloguz.blogspot.com
ww.caricare.blogspot.com
www.contrateoguz.blogspot.com
www.caricaturasemeventos.blogspot.com
www.caricaturasdoguz.blogspot.com
www.youtube.com/guzcartunista
www.cucaware.blogspot.com
Skype= guz2006

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

A profecia se cumpriu : ilustração para o artigo de Augusto Nunes, por minha conta e risco...

A profecia se cumpriu! de Augusto Nunes...

Augusto Nunes - A profecia se cumpriu
Jornal do Brasil
27/10/2005

César Queiroz Benjamim, hoje sociólogo e professor universitário, foi prematuramente apresentado aos horrores da ditadura militar. Aos 15 anos, engajado num grupo de extrema-esquerda que sonhava derrubar o governo dos generais com ações armadas, já se envolvera em barulhos só experimentados por veteranos guerrilheiros. Tais proezas o haviam transformado num dos alvos preferenciais da polícia política, que o considerava "um elemento de alta periculosidade".
No soturno começo dos anos 70, foi preso. Manter no cativeiro um quase menino era uma decisão audaciosa mesmo depois de virtualmente revogados todos os códigos legais. O poder emanava dos quartéis e em seu nome era exercido. O general-presidente Emilio Médici ignorou os protestos dos poucos democratas suficientemente corajosos para criticar fosse o que fosse. Além da temporada na cadeia, César sofreu torturas reservadas a prisioneiros adultos.

Forçado a exilar-se, voltou ao Brasil nas asas da anistia decretada em 1979. Não renunciara ao sonho. Continuava disposto a lutar contra a injustiça social, combater as deformações decorrentes do capitalismo selvagem. Queria eliminar os abismos que demarcam as fronteiras entre os dois Brasis. Pretendia enfrentar o conservadorismo primata. Rendido à evidência de que o caminho para o poder - e para a mudança - passa necessariamente pelo voto popular, filiou-se ao Partido dos Trabalhadores.

Em 1989, com a energia de sempre, incorporou-se ao grupo que coordenou a primeira tentativa de conduzir à Presidência da República o ex-operário metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva. A derrota não cancelou a esperança: quatro anos depois, lá estava César entre os coordenadores da candidatura de Lula. Seria a segunda e a última campanha de César ao lado dos companheiros do PT. Ele deixaria o partido não por falta de entusiasmo, mas por excesso de informações desoladoras.

Há dias, com o didatismo do professor, a clareza analítica do sociólogo e o olhar do combatente decepcionado com a deserção dos generais, César Queiroz Benjamim descreveu as origens da grande crise que desde maio inquieta o país. As memórias do convidado transformaram o programa Canal Livre, transmitido pela TV Bandeirantes nas noites de domingo, numa desoladora aula de história contemporânea.

César contou que, em 1993, o grupo Articulação, liderado por Lula e administrado por José Dirceu, começou a planejar a recuperação do comando do PT, perdido nas eleições promovidas meses antes. A divindade decidiu que seu maior profeta seria o candidato à presidência do partido em 1995. A primeira fase do projeto, que contemplava movimentos estratégicos, deveria começar de imediato.

Lula cuidou pessoalmente de uma prioridade na área financeira: a indicação do nome do representante da Central Única dos Trabalhadores, a CUT, para o Conselho do Fundo de Assistência ao Trabalhador. O escolhido de Lula foi um desconhecido professor, que dava aulas de aritmética a alunos do curso primário e vivia metido em greves. Seu nome: Delúbio Soares.

No momento, o FAT movimenta R$ 30 bilhões, extraídos do FGTS. Teoricamente, o governo controla o Conselho, do qual participam representantes das centrais sindicais. A mais poderosa é a CUT, lucrativa extensão do PT. Cumpre ao Conselho do FAT administrar o tesouro e procurar ampliá-lo.

Os conselheiros decidem onde, quando e como investir a dinheirama. Foi lá que Delúbio pôde mostrar seus dotes de fabricante de dinheiro, articulando manobras freqüentemente sombrias, mas sempre relatadas aos chefes. Na campanha de 1994, César Benjamin constatou que o grosso do dinheiro usado pelo PT vinha do FAT. Era fruto de ações criminosas.

Estupefato, solicitou uma reunião com Lula, Dirceu e outros mandarins do partido. Aquilo era um escândalo, avisou. Perplexo, ouviu de Lula e Dirceu o pedido: "em nome do partido", deveria esquecer o que descobrira. César não atendeu ao apelo. Tentou debater o caso até entender que chegara a hora de deixar o PT.

Já de partida, deu o recado derradeiro a Lula, Dirceu e outros companheiros presentes a um encontro do grupo Articulação: "Isso aí é o ovo da serpente".

Era.

O jurista Fábio Konder Comparato confirma: a Transposição é anti-constitucional. E é a negação da DEMOCRACIA e da SOBERANIA POPULAR!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Lá , como cá, um governo de mentiras: um Ministro de Chavez fala contra o capitalismo vestindo grife Luis Vuitton!


A dica foi no www.noblat.com.br, mas o vídeo acima é mais detalhado, e mostra o ministro chavista do interior tentando explicar como se pode ser contra o capitalismo ao mesmo tempo que veste produtos Luis Vuitton, uma das grifes mais aristocráticas do mundo do consumo. Parece coincidência , mas leiam o que escreví hoje, respondendo a uma pergunta de meu amigo veneziano Angelo Zaniol, que, de longe, da Itália, se confunde com as contradições Lulistas: como pode um aclamado lider operário (kkkk,...risos,...kkk), agora todo poderoso, infligir uma greve de fome a um bispo católico com quem havia se comprometido anteriormente na paralização da suspeitíssima transposição do Rio São Francisco. Interessante notar que, durante a campanha presidencial que levou-o a um segundo mandato, o tema da transposição nunca foi mencionado.Tão logo se iniciou o segundo e internacionalmente intinerante período império - presidencial, ele dá início à nefanda construção, convocando, pasmem senhoras e senhores, tirem as crianças da sala, nada mais nada menos, o exército brasileiro. O texto a seguir pode parecer longo, mas poderá ser muito útil nas próximas eleições...O título original é: O QUE ACONTECE ALI REALMENTE?
Amigo Zaniol,

Desculpe me o atraso da resposta, mas estive trabalhando intensivamente em eventos nos últimos dias, e pouco tempo tive de acessar as minhas caixas postais.

Você deve ter percebido pelos textos com que encabeço os e-mails a mim enviados por Frei Gilvander, que demonstro uma peculiar animosidade ao Lula , soi disant líder máximo brasileiro. Neles, nos meus textos, admito a mea culpa, maximórum culpa, por ter demorado tanto em livrar-me de alguns paradigmas absolutamente falsos que trouxe do longínquo tempo de líder do movimento estudantil na década de 60, herdados de um recalcitrante pseudomarxismo, emocional e ralo, pois na verdade nunca lí profundamente os grandes clássicos do proletariado.Ainda bem, pois vários dos meus amigos da epoca que assim o fizeram estão bem sepultados e outros, enterrados no tempo, desaparecidos da História. Uma coisa foi a repulsa cívica contra a ditadura, outra foi o engajamento de parte de meus amigos naquilo que se chama por aqui de luta armada, e na Itália, brigadistas. Nunca fui além do que a minha consciência permitia, e além de extremado, já na época tive provas de que todo o .processo era amadorístico, falho, fraudado e furado como uma peneira.Quer dizer, os torturadores da ditadura militar sabiam de tudo o que acontecia nos grupelhos de esquerda que desabrocharam em grande quantidade.Era uma outra época, Cuba era uma esperança e não a canoa furada que a trajetória do tempo acabou por demonstrar, com o fim de todo o bloco comunista.

Não, nenhum fim justifica os meios de se eliminar a democracia e substituí-la .por uma ditadura, seja lá o que for, mesmo as que começam com promessas celestiais. Sobre isso, tenho uma vísão cristalina, e cortante como uma navalha: a esquerda, como a direita, é uma fraude. Não diferem em nada, a não ser numa sutileza no .processo de apropriação dos meios de produção, e a submissão da população ao regime de terror que deles advém.Não sómente Stalin, Hitler, Mussolini, eram psicopatas cevados no poder absoluto, mas Lênin, a múmia sagrada da praça Vermelha, é o pai de todas as atrocidades cometidas contra o povo russo, chinês, os povos europeus submetidos à escravidão, de todos os brigadistas, guerrilheiros, dos bigbrothers de todos os quadrantes. Che Guevara, além de comprovadamente não gostar de tomar banho (era conhecido como El Chancho, o porco) era um psicótico compulsivo-obssessivo, de escassa competência, mesmo no ramo militar em que se arvorava o pomposo título de comandante. Perdeu todas, em todas as oportunidades.El Santo de La Higuera foi apanhado numa armadilha de pegar pardais, e antes de morrer, o seu maior feito foi trucidar alguns pobres e poucos recrutas do exercito boliviano, de emboscada, e não numa batalha às claras. A CIA usou apenas dois supervisores para treinar um punhado de soldados indígenas, transformados da noite para o dia em rangers, e foram eles que o acossaram , pego de maneira bisonha num canyon dos altiplanos.

Esta semana 3 músicos cubanos pediram asilo ao Brasil,
e a maior reinvidicação que fazem é poder comer um bife a cada dois dias!
A esquerda merece um bolero, a la Nora Ney: de fracasso em fracasso.

Lula é uma mentira, um lider popular de vitrine que a mídia ociosa elegeu como um fato interessante, um Lech Walesa (ainda mais incompetente do que o original) dos trópicos, e extremamente hábil no .passado para explorar o beco sem saída atulhado de corrupção e vaidades que os generais brasileiros criaram após vinte e cinco anos de desmandos , tortura, censores e estupidez.E o pior é que votei nele não sómente uma, mas pelo menos QUATRO, até ele conseguir ser empossado, uma vitória infantil que ajudamos a promover, um trabalhador chegando ao extremo posto, os ricos agora iriam ver com quantos sindicalistas se faz uma justiça social. O que vimos foi a cooptação mais rápida da política brasileira, de operário a impulsionador dos lucros dos bancos, da destruição da ética vacilante dos parlamentares, e agora de algoz de nosso rio mais perfeito, o que liga o centro oeste ao nordeste.
Receba e divulgue os e-mails de Frei Gilvander, um digno representante da melhor igreja, um herdeiro de Dom Helder e Paulo Arns, devotado à causa de Frei Cappio, esse sim, um iluminado pela lógica da justiça verdadeiramente social, um pobre entre os pobres,
que deblatera e grita ao mundo o crime que se pretende cometer
contra o nosso maior tesouro:
o São Francisco,
e suas águas que
apelam ao mundo.
Bração do
Guz
17 de dezembro de 2007

Tributo III a Dom Luiz Cappio: O sonho impossível (The impossible dream), com Richard Kiley.




To dream the impossible dream

Sonhar o sonho impossível

To fight the unbeatable foe

Combater o inimigo imbatível

To bear unbearable sorrow

Suportar Uma dor insuportável

To run where the brave

Ir onde os corajosos

dare not go

não se atrevem a ir

Tonight the unrightable wrong

Corrigir o incorrigível erro


To love pure and

Amar pura e

chaste from afar

modestamente ao longe

To try when your arms

Tentar quando seus braços

are too weary

estiverem exaustos

To reach the unreachable star

Alcançar a inalcançável estrela




This is my quest

Esta é minha busca

to follow that star

seguir esta estrela

No matter how hopeless

Não importa quão sem esperança

no matter how far

Não importa quão distante




To fight for the right

Lutar pelo direito

without question or pause

sem perguntas ou descanso

To be willing to march

Estar disposto a marchar

In to hell for a heavely cause

Para o inferno por uma causa divina

And I know, If I'll only be true

E eu sei, se somente for sincero

To this glorious quest

Para esta gloriosa busca

That my heart

Que meu coração

Will lie peaceful and calm

descansará em paz e calmamente




When I'm laid

quando estiver deitado

'to my rest

para o meu descanso

And the world

e o mundo

will be better for this

será melhor para tudo

That one man slomed

que um homem desprezado

and coverd with slars

e coberto de cicatrizes




Still strove with his

ainda luta com seu

last ounle of courage

último resto de coragem

To reach

para alcançar

the unreachable star

a inalcançável estrela
IMPOSSIBLE DREAM from MAN OF LA MANCHA
Broadway_To dream the impossible dream
To fight the unbeatable foe
To bear with unbearable sorrow
To run where the brave dare not go

To right the unrightable wrong
To love pure and chaste from afar
To try when your arms are too weary
To reach the unreachable star

This is my quest, to follow that star
No matter how hopeless,
No matter how far
To fight for the right
Without question or pause
To be willing to march into hell
For a heavenly cause

And I know if I'll only be true
To this glorious quest
That my heart will lie peaceful and calm
When I'm laid to my rest

And the world would be better for this
That one man scorned and covered with scars
Still strove with his last ounce of courage
To reach the unreachable star

Melodia principal do musical Don Quijote de la Mancha, música de Mitch Leigh, letra de Joe Darion, e libreto de Dale Wasserman, Um sonho impossível se tornou um dos mais conhecidos ícones da história do musical americano na Broadway, cuja estréia ocorreu em novembro de 1965,com Richard Kiley imortalizando o papel título. A longa carreira do musical se estendeu até 1971, e off Broadway, até 2002. Em 1979, vivendo na Filadelfia, Pennsylvania, pude assistir na Opera House da histórica cidade, a Ouro Preto deles, no seu papel pela independência americana, o mesmo e envelhecido Richard Kiley , ainda com a voz soberba.Cansado, nas cenas de luta, de complicadas coreografias, era substituido por outro ator.

domingo, 16 de dezembro de 2007

Caetano & Betania cantam O Navio Negreiro, de Castro Alves





IV


Era um sonho dantesco... o tombadilho
Que das luzernas avermelha o brilho.
Em sangue a se banhar.
Tinir de ferros... estalar de açoite...
Legiões de homens negros como a noite,
Horrendos a dançar...

Negras mulheres, suspendendo às tetas
Magras crianças, cujas bocas pretas
Rega o sangue das mães:
Outras moças, mas nuas e espantadas,
No turbilhão de espectros arrastadas,
Em ânsia e mágoa vãs!

E ri-se a orquestra irônica, estridente...
E da ronda fantástica a serpente
Faz doudas espirais ...
Se o velho arqueja, se no chão resvala,
Ouvem-se gritos... o chicote estala.
E voam mais e mais...

Presa nos elos de uma só cadeia,
A multidão faminta cambaleia,
E chora e dança ali!
Um de raiva delira, outro enlouquece,
Outro, que martírios embrutece,
Cantando, geme e ri!

No entanto o capitão manda a manobra,
E após fitando o céu que se desdobra,
Tão puro sobre o mar,
Diz do fumo entre os densos nevoeiros:
"Vibrai rijo o chicote, marinheiros!
Fazei-os mais dançar!..."

E ri-se a orquestra irônica, estridente. . .
E da ronda fantástica a serpente
Faz doudas espirais...
Qual um sonho dantesco as sombras voam!...
Gritos, ais, maldições, preces ressoam!
E ri-se Satanás!...


V


Senhor Deus dos desgraçados!
Dizei-me vós, Senhor Deus!
Se é loucura... se é verdade
Tanto horror perante os céus?!
Ó mar, por que não apagas
Co'a esponja de tuas vagas
De teu manto este borrão?...
Astros! noites! tempestades!
Rolai das imensidades!
Varrei os mares, tufão!

Quem são estes desgraçados
Que não encontram em vós
Mais que o rir calmo da turba
Que excita a fúria do algoz?
Quem são? Se a estrela se cala,
Se a vaga à pressa resvala
Como um cúmplice fugaz,
Perante a noite confusa...
Dize-o tu, severa Musa,
Musa libérrima, audaz!...

São os filhos do deserto,
Onde a terra esposa a luz.
Onde vive em campo aberto
A tribo dos homens nus...
São os guerreiros ousados
Que com os tigres mosqueados
Combatem na solidão.
Ontem simples, fortes, bravos.
Hoje míseros escravos,
Sem luz, sem ar, sem razão. . .

São mulheres desgraçadas,
Como Agar o foi também.
Que sedentas, alquebradas,
De longe... bem longe vêm...
Trazendo com tíbios passos,
Filhos e algemas nos braços,
N'alma — lágrimas e fel...
Como Agar sofrendo tanto,
Que nem o leite de pranto
Têm que dar para Ismael.

Lá nas areias infindas,
Das palmeiras no país,
Nasceram crianças lindas,
Viveram moças gentis...
Passa um dia a caravana,
Quando a virgem na cabana
Cisma da noite nos véus ...
... Adeus, ó choça do monte,
... Adeus, palmeiras da fonte!...
... Adeus, amores... adeus!...

Depois, o areal extenso...
Depois, o oceano de pó.
Depois no horizonte imenso
Desertos... desertos só...
E a fome, o cansaço, a sede...
Ai! quanto infeliz que cede,
E cai p'ra não mais s'erguer!...
Vaga um lugar na cadeia,
Mas o chacal sobre a areia
Acha um corpo que roer.

Ontem a Serra Leoa,
A guerra, a caça ao leão,
O sono dormido à toa
Sob as tendas d'amplidão!
Hoje... o porão negro, fundo,
Infecto, apertado, imundo,
Tendo a peste por jaguar...
E o sono sempre cortado
Pelo arranco de um finado,
E o baque de um corpo ao mar...

Ontem plena liberdade,
A vontade por poder...
Hoje... cúm'lo de maldade,
Nem são livres p'ra morrer. .
Prende-os a mesma corrente
— Férrea, lúgubre serpente —
Nas roscas da escravidão.
E assim zombando da morte,
Dança a lúgubre coorte
Ao som do açoute... Irrisão!...

Senhor Deus dos desgraçados!
Dizei-me vós, Senhor Deus,
Se eu deliro... ou se é verdade
Tanto horror perante os céus?!...
Ó mar, por que não apagas
Co'a esponja de tuas vagas
Do teu manto este borrão?
Astros! noites! tempestades!
Rolai das imensidades!
Varrei os mares, tufão! ...


VI


Existe um povo que a bandeira empresta
P'ra cobrir tanta infâmia e cobardia!...
E deixa-a transformar-se nessa festa
Em manto impuro de bacante fria!...
Meu Deus! meu Deus! mas que bandeira é esta,
Que impudente na gávea tripudia?
Silêncio. Musa... chora, e chora tanto
Que o pavilhão se lave no teu pranto! ...

Auriverde pendão de minha terra,
Que a brisa do Brasil beija e balança,
Estandarte que a luz do sol encerra
E as promessas divinas da esperança...
Tu que, da liberdade após a guerra,
Foste hasteado dos heróis na lança
Antes te houvessem roto na batalha,
Que servires a um povo de mortalha!...

Fatalidade atroz que a mente esmaga!
Extingue nesta hora o brigue imundo
O trilho que Colombo abriu nas vagas,
Como um íris no pélago profundo!
Mas é infâmia demais! ... Da etérea plaga
Levantai-vos, heróis do Novo Mundo!
Andrada! arranca esse pendão dos ares!
Colombo! fecha a porta dos teus mares!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Saiba tudo sobre o crime contra o São Francisco!



Amiga/o, eis, abaixo, 26 vídeos na internet contra a Transposição, com LINKS na internet, através dos quais você pode ficar melhor informado sobre o Projeto de Transposição, sobre Revitalização do Velho Chico e sobre Projeto de Convivência.
CLIC em qualquer um dos links abaixo (assista um e depois, se puder, clic nos outros, um após o outro) e assista, via internet, se você tiver som no seu computador, os vídeos que são muitos esclarecedores.
Repasse para amigos e amigas também.


1) Morador mais antigo de Vermelhos (PE), fala de seu relação com o Rio São Francisco.

http://br.youtube.com/watch?v=mgyDPiAL7_4



2) Vídeo exibido durante o debate sobre a transposição do rio São Francisco, (Mesa-Redonda 3 - A água: um mergulho na escassez com um mar de soluções) no I SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO GEOAMBIENTAL DO CMLEM, em Ipiaú-BA.

http://br.youtube.com/watch?v=AaFD795hsls



3) Manifestação na frente do Teatro Castro Alves em Salvador contra a transposição do Rio São Francisco.

http://br.youtube.com/watch?v=kwlfoRFM-68



4) Rio São Francisco – Sergipe

http://br.youtube.com/watch?v=fA-oJeSDkJM



5) O cacique da tribo, Nenguinho Truká, conta a relação de seu povo com o rio São Francisco. Muito mais que uma fonte de energia, a identidade cultural.

http://br.youtube.com/watch?v=sg90Q4T0I_M



6) Vídeo que fala da transposição do Rio São Francisco na Bahia.

http://br.youtube.com/watch?v=SVEFO2TLZQ0



7) Documentário exibe as bacias do rio Salgado e d... (mais)

Adicionado em: 23 de julho de 2007

Documentário exibe as bacias do rio Salgado e do rio Jaguaribe, com imagens

http://br.youtube.com/watch?v=1BnzC_3Vo0U



8) Transposição das Águas do rio São Francisco (1/5) com imagens e depoimentos contundentes que revelam os reais interesses do projeto de transposição....transposição rio são francisco salgado jaguaribe desmatamento manguezal carcinicultura pescadores comunidades

http://br.youtube.com/watch?v=1BnzC_3Vo0U





9) Transposição das Águas do rio São Francisco (2/5) com imagens e depoimentos contundentes que revelam os reais interesses do projeto de transposição....transposição rio são francisco salgado jaguaribe desmatamento manguezal carcinicultura pescadores comunidades

http://br.youtube.com/watch?v=zphwdGXc-rA





10) Transposição das Águas do rio São Francisco (3/5) com imagens e depoimentos contundentes que revelam os reais interesses do projeto de transposição....transposição rio são francisco salgado jaguaribe desmatamento manguezal carcinicultura pescadores

http://br.youtube.com/watch?v=5iZBd5T3IOg



11) Transposição das Águas do rio São Francisco (4/5) com imagens e depoimentos contundentes que revelam os reais interesses do projeto de transposição....transposição rio são francisco salgado jaguaribe desmatamento manguezal carcinicultura pescadores comunidades

http://br.youtube.com/watch?v=0MgNTghDoNM



12) Transposição das Águas do rio São Francisco (5/5) com imagens e depoimentos contundentes que revelam os reais interesses do projeto de transposição....transposição rio são francisco salgado jaguaribe desmatamento manguezal carcinicultura pescadores comunidades

http://br.youtube.com/watch?v=4-wh03wc8r0





13) Cerca de 1200 pessoas ocuparam e acamparam, na madrugada de 26/06/2007, em Cabrobó (PE), na área em que os batalhões de engenharia do exército deram início à construção dos canais de aproximação do Eixo Norte, do projeto do governo federal de transposição das águas do rio São Francisco. Participaram da ação organizações sociais e movimentos populares, além de comunidades tradicionais de Minas Gerais, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Bahia e Ceará. Eles exigem o arquivamento do projeto, além da implementação de alternativas e tecnologias apropriadas de convivência com o semi-árido.

http://br.youtube.com/watch?v=6tu0u4WqWPo



14) Comentário de Washington Novaes sobre a Transposição do Rio São Francisco no Repórter Eco.

http://br.youtube.com/watch?v=lSj3GF7CaTk



15) Manifestação contra a Transposição do Rio São Francisco em Frente do Palácio do Planalto em Brasília, dia 13/03/2007. Representantes das comunidades ribeirinos esperaram em frente do Palácio do Planalto para conseguir uma audiência com o Presidente Lula. Mas os representantes do governo sinalizaram que não tem diálogo com o povo da Bacia do Rio São Francisco.

http://br.youtube.com/watch?v=RAWsxyOtOoc



16) Matéria veiculada na TV Justiça

http://br.youtube.com/watch?v=_7wy8ufB8xw



17) POSIÇÃO DA SENADORA HH PSOL/ AL SOBRE A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO 1ª PARTE

http://br.youtube.com/watch?v=yYNpHX_AIfw





18) POSIÇÃO DA SENADORA HELOÍSA HELENA PSOL/AL SOBRE A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO

http://br.youtube.com/watch?v=E9OqRasames



19) UMA CAMPANHA CONTRA A TRANSPOSIÇÃO DO RIO DA UNIDADE NACIONAL. A MÚSICA É CANTADA POR CARLOS PITA: NAS AGUAS NO SÃO FRANCISCO

http://br.youtube.com/watch?v=IK1ju3ThArA



20) cantando contra a transposição ( mais)

Adicionado em: 7 de agosto de 2007

cantando contra a transposição

http://br.youtube.com/watch?v=zOeOnFHv5CI



21) Trabalho elaborado por: Grégory, Giovani, Fernanda e Cleide sobre a transposição do rio São Francisco, realizado em 21/05/2007 para a disciplina Geografia Humana do Brasil do curso Geografia e Meio Ambiente do Unicentro Newton Paiva.

http://br.youtube.com/watch?v=mvF4b3erfM0



22) Viagem pela seca; relações paternais no nordeste; o projeto de transposição do Rio São Chico; mamando na fonte da seca

http://br.youtube.com/watch?v=eomynHYFneU



23) Galeria de fotos da Ilha de Assunção, território demarcado da tribo Truká, e do acampamento deles na tentariva de retomar as terras a 10 km de Cabrobó (PE)

http://br.youtube.com/watch?v=Q8U954UdSyI



24) uspeita contaminacao no rio sao Francisco

http://br.youtube.com/watch?v=-FVfXvDzVqU



25) Lamentável o estado deplorável em que se encontra o nosso querido Rio São Francisco, totalmente poluído

http://br.youtube.com/watch?v=bL30XM5jTSc



26) O jornalista Gustavo Werneck fala sobre matéria... (mais) Adicionado em: 20 de setembro de 2007

O jornalista Gustavo Werneck fala sobre matéria premiada, de cunho investigativo, que desmascarou um grande desastre ambiental no Rio São Francisco e seus autores, acontecido em 2002.

http://br.youtube.com/watch?v=JJqXD1bXgys

Pela ARTICULAÇÃO POPULAR PELA REVITALIZAÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO, Frei Gilvander Moreira
email: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org

Frei Cappio na transposição do inferno...

Onde estão vocês, amigas e amigos petistas?

A partir de hoje, no meu blog principal,
www.bloguz.blogspot.com ,
estarei postando as últimas notícias sobre a luta heroica de Frei Luiz Cappio em oposição ao crime contra o Brasil que se insinua sob o pomposo título de Transposição do rio São Francisco, para assegurar uma maior divulgação do que ali ocorre.
Para isso, usarei o banner anexo, adaptação de uma charge que fiz em 2005, para a BandMinas (em animação) e estática para o www.noblat.com.br .
Nele , está bem claro o que entendo são as duas margens desta luta. De um lado, a sensibilidade de um homem habituado a compartilhar a inclemência da natureza para com os humilhados e ofendidos, os destituidos das elementares condições da civilização alcançada no século XXI, mas sobretudo testemunha da voracidade criminosa dos que se dizem representantes deste mesmos seres, que perpetua e oprime muito mais que a seca. E na outra margem, os apóstolos dos empreiteiros, dos projetos mirabolantes que já vimos empobrecer mais de uma vez nossa terra. Em 2004, quando iniciei a minha aventura em Pompéu, entre buritizais agonizantes, fui conhecer o encontro do rio São Francisco com o seu afluente, o Pará. O que ví foi um esgoto, cujo cheiro nos alertava que o grande rio se acabava na podridão. Onde estão os índices de saneamento , que mostram o absurdo de se priorizar uma estapafúrdia megalobra, digna de faraós? De um governo que se deixa representar por Romero Jucá, por Renan Calheiros , por José Sarney, comprometidos com o atraso que os locupleta, não há outra alternativa senão reagir à altura, como faz agora Dom Luiz.
Rezemos e apoiemo-lo.
Perder essa guerra significa assinarmos um testamento condenando nossos filhos e netos a sentirem novamente aquilo que pretendíamos banido para sempre: o holocausto de um povo.
E o meu pensamento traz-me uma pergunta que não quer calar: onde estão vocês, amigas e amigos petistas que não defendem o seu povo, e a ele se unem? onde estão vocês, companheiros de um tempo jovem em que uníamos o destemor à coragem, em defesa da liberdade? onde estão vocês, vereadores, deputados e politicos mineiros, alçados à vida pública sómente porque a bandeira que ousavam levantar era a da justiça e da verdade?
Divulgue!
Não deixei que façam daqui
um INFERNO!


Greve de fome
Romaria reúne 5 mil pessoas em apoio a Dom Luiz Cappio

Publicada em 09/12/2007 às 15h10m
Ibahia.com; O Globo Online; O Globo; Agência Brasil

SALVADOR - Um ato ecumênico em apoio ao bispo da diocese de Barra, na Bahia, Dom Luiz Flávio Cappio, está sendo realizado neste domingo em Sobradinho, na Bahia. O bispo entrou no 13º dia de greve de fome contra o projeto de transposição do Rio São Francisco. Caravanas de Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia participam do ato. A Comissão Pastoral da Terra calcula que cinco mil pessoas participem do movimento.

Os manifestantes são contra a transposição do Rio São Francisco porque acreditam que o projeto causará danos ambientais irreversíveis, além de beneficiar apenas a população com maior poder aquisitivo. O medo é de que ribeirinhos e cidadãos que dependem do rio para a sobrevivência percam sua fonte de renda.

Para Ruben Siqueira, representante da Comissão Pastoral da Terra (CPT), o governo federal não representa a população mais carente e governa apenas para "o grande capital, maltratando as questões populares".

- Não é concentrando água na mão do grande capital que se vai desenvolver o semi-árido. Não é impondo mais um uso sobre todos os outros que se vai salvar o São Francisco, mas sim levá-lo mais rapidamente à morte - afirmou.

Siqueira informou que apesar de estar ingerindo apenas soro caseiro, o estado de saúde de Dom Cappio é bom. O líquido é utilizado deste o 9º dia de greve de fome, seguindo orientações médicas.

- Ele se preparou muito bem para essa luta - acrescentou.

Esta é a segunda vez em dois anos que o bispo deixa de se alimentar pela mesma causa. A greve de fome anterior durou 11 dias e foi encerrada após um acordo com o governo federal.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco às Bacias do Nordeste Setentrional pode atingir cerca de 12 milhões de habitantes da região mais árida do Brasil. As obras dos primeiros trechos começaram em junho deste ano e estão sendo executadas pelo Batalhão de Engenharia do Exército.
Organismo da CNBB apóia protesto do religioso

A greve de fome ganhou apoio também da Comissão Brasileira Justiça e Paz, organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que divulgou nota em que, assim como o religioso, defende uma discussão maior sobre as obras de transposição do Rio São Francisco. (Leia mais no Blog do Noblat)

Desde quarta-feira à noite, dom Cappio ingere soro caseiro para combater o início de anemia e desidratação. A recomendação é do médico Rogério Leal, que determinou a ingestão de cerca de três litros diários de soro caseiro. Ainda segundo o médico, com a medida, é assegurada a reposição diária de glicose, potássio e sódio, ajudando a manter o equilíbrio físico e evitando a desidratação.

O religioso, que reduziu o ritmo de atividades, reafirma que só abandona o jejum com o arquivamento da transposição e a saída do Exército nas obras dos eixos norte e leste do projeto, nas cidades pernambucanas de Cabrobó e Floresta. Esta semana o Ministério da Integração Nacional assinou um novo contrato com empresas que deverão fazer os serviços de engenharia e terraplanagem das obras.

Dom Cappio afirmou se inspirar na resistência pacífica do líder indiano Mahatma Gandhi, contra a ocupação inglesa em seu país, em 1932. Moradores e padres da diocesse de Barra, onde o frei mora e exerce liderança, vem visitando frei Luiz desde o final da semana passada. O grupo mantém um de revezamento de apoio ao ato.
Assine O Globo e receba todo o conteúdo do jornal na sua casa

--
Obrigaço
(obrigado e um abraço)
do
Guz
Paulo Cangussu
(31) 9929 9882
www.guz.com.br
www.bloguz.blogspot.com
ww.caricare.blogspot.com
www.contrateoguz.blogspot.com
www.caricaturasemeventos.blogspot.com
www.caricaturasdoguz.blogspot.com
www.youtube.com/guzcartunista
www.cucaware.blogspot.com
Skype= guz2006

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Aprenda a criar e incrementar um BLOG, graças a José Mário, webmaster, aliás, webPHD !


Que tal colocar grande parte do conteúdo do PobreVirtual no seu blog, página pessoal ou mesmo no da empresa SEM PRECISAR PAGAR NADA e sem ter que decifrar códigos complicados...
Isso mesmo, aproveite, é di grátis e sem complicação.

Frases de humor, dicas, receitas e muito mais você pode colocar no seu site ou blog sem pagar nada com isso.
É conteúdo de graça pra vc... aproveite e coloque já no seu site/blog.
Veja mais detalhes em http://www.pobrevirtual.com.br/default/aart.php?art=61

ou acesse o site http://www.PobreVirtual.com.br e clique no ítem do menu: PobreVirtual no seu site

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

como as mensagens do Gmail atravessam o mundo?De clipe em clilpe, O Video do Gmail está pronto!


A criatividade Google consegue ainda nos surpreender, mesmo com uma idéia simples, como essa de convocar os usuários Gmail de todo o mundo para enviar clipes de vídeos mostrando como os e-mails passam de destinatário a destinatário.Explicando melhor: Rita, a guia do Gmail pediu a participação dos G-maillers num vídeo que mostrasse como as mensagens do Gmail atravessam o mundo. Tudo o que precisavam era de uma câmera, do envelope com um M (o símbolo no canto inferior direito do desktop) do Gmail e de um pouco de criatividade — e, caramba, foram criativos pra valer!

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Com açúcar e com afeto; Nara & Chico


Cantemos com eles, antes que nos lembrem da cruzada anti-diabetes,
e sugiram um adoçante

Com Açúcar, com afeto

Chico Buarque
1966

Com açúcar, com afeto
Fiz seu doce predileto
Pra você parar em casa
Qual o quê
Com seu terno mais bonito
Você sai, não acredito
Quando diz que não se atrasa
Você diz que é operário
Vai em busca do salário
Pra poder me sustentar
Qual o quê
No caminho da oficina
Há um bar em cada esquina
Pra você comemorar
Sei lá o quê

Sei que alguém vai sentar junto
Você vai puxar assunto
Discutindo futebol
E ficar olhando as saias
De quem vive pelas praias
Coloridas pelo sol
Vem a noite e mais um copo
Sei que alegre ma non troppo
Você vai querer cantar
Na caixinha um novo amigo
Vai bater um samba antigo
Pra você rememorar

Quando a noite enfim lhe cansa
Você vem feito criança
Pra chorar o meu perdão
Qual o quê
Diz pra eu não ficar sentida
Diz que vai mudar de vida
Pra agradar meu coração
E ao lhe ver assim cansado
Maltrapilho e maltratado
Ainda quis me aborrecer
Qual o quê
Logo vou esquentar seu prato
Dou um beijo em seu retrato
E abro os meus braços pra você

Fantástico é esse aí: Alma Carioca - Um precioso índice editado com os vídeos de cantores e trechos de filmes de todo o mundo !


O vídeo acima está no
www.almacarioca.com.br

Absolutamente imperdível como consulta diária,
merece logo a Barra de Favoritos:
Qual o nome daquele tango do filme Perfume de Mulher?
o nome do tango é POR UNA CABEÇA.música de carlos gardel
letra de alfredo le pera.se quiseres a letra eu tenho.
a letra não tem nada a ver com o filme pois descreve uma corrida de cavalos onde o vencedor ganhou POR UNA CABEÇA.
A história é contada sob o ponto de vista do estudante, interpretado com agradável naturalidade por um Chris O'Donnell em seu primeiro papel de destaque num longa-metragem. Charlie começa o filme com uma atitude meio perdida e sem rumo, mas seu processo de amadurecimento dá uma acelerada assim que o ego do coronel mal-educado de Pacino cede espaço a personalidade menos intragável. Exímio conhecedor de mulheres e das fragrâncias por elas usadas, Frank começa a demonstrar muitas outras qualidades escondidas sob sua carapaça arrogante. Ele vai de momentos de genuína ternura paternal em relação ao rapaz a terríveis ataques de auto-preservação e agressividade, às vezes com a sutileza de um trombone.

A trama secundária envolvendo um conflito escolar do rapaz pode soar meio descartável, mas justifica-se pela necessidade de mostrar a inevitável troca de favores entre gerações. Embora ela seja a principal responsável pela duração um pouco excessiva do filme, é só assim que a platéia irá saber se o instável coronel aprendeu ou não algo de seu jovem companheiro, numa jornada marcada por momentos de constrangedora sinceridade e passagens de encanto inegável, como o tango com a bela moça do restaurante (Gabrielle Anwar). Não é à toa que a analogia entre a dança e a vida real torna-se peça fundamental na redenção de ambos os personagens. Perfume de Mulher é assim, imbuído de uma mensagem enaltecedora, lembrando que sempre há algo a aprender mesmo junto àquelas pessoas mais improváveis ou inacessíveis.

A voz de Elis e o humor de Adoniran: Iracema



Um ator cômico: Adoniran Barbosa

O talento de Adoniran Barbosa como ator ocupa boa parte da biografia lançada
esta semana pela Globo. Depois de uma estilingada bem dada no popó de Neusa
Veras, no clássico filme O Cangaceiro, a carreira do velho sambista,
transformado em nordestino, parecia prestes a decolar. Mas, como tudo na
vida do amigo de Arnesto (aquele que o convidou para um samba no Brás), a
passagem pelo cinema foi complicada. Um dado curioso recolhido pelo biógrafo
Celso de Campos Jr. revela que Lima Barreto, realizador de O Cangaceiro,
gostou tanto dele que escalou o compositor para o papel do beato Antônio
Conselheiro, líder de Canudos, em O Sertanejo. O filme morreu no roteiro (a
produtora Vera Cruz foi à bancarrota). Adoniran ficou triste. De qualquer
forma, não deu muita bola. Leu Os Sertões de cabo a rabo (ele jurava) e
achou "meio cacete".

Adoniran se dava melhor com os filmes carnavalescos. Participou do primeiro
do gênero produzido em São Paulo, Carnaval em Lá Maior (1955), uma folia
anárquica cujo roteiro (do genial Osvaldo Moles) era mais confuso que pregão
da Bolsa de Valores. Em Mazzaropi ele encontrou o parceiro ideal. De
vendedor judeu no fracassado Carnaval (papel repetido em Caídos do Céu) a
sitiante em A Carrocinha, rodado no mesmo ano com o eterno Jeca, o criador
de Iracema fez de tudo um pouco. Um verdadeiro biscateiro do cinema. Seu
biógrafo, sempre atento ao contexto histórico e político, gasta páginas e
páginas para traçar uma panorâmica do Brasil das misses e descrever uma
espécie que começava a nascer: a classe média consumidora.

Os sambas de Adoniran eram o antídoto para a alienação de uma categoria
social que continuava ignorando o que se passava à volta. Saudosa Maloca,
gravada em 1951, voltaria renovada na interpretação dos Demônios da Garoa
cinco anos depois, revelando a uma São Paulo progressista a existência de um
subproletariado urbano que ocupava casarões condenados. Entre outros
aperitivos oferecidos ao leitor, o biógrafo relata como nasceu a música. A
inspiração veio da história real de Mato Grosso e Joca, carregadores de
feira que ajudavam a mulher de Adoniran a levar sacolas para o prédio do
casal, na Rua Aurora, centro de São Paulo. Sumiram do casarão abandonado do
Hotel Albion quando começou a demolição. Adoniran nunca mais os viu.

Sentimental, o compositor tinha pelos amigos devoção religiosa, quase tão
grande como por cigarros e bebida. No fim da vida, morando em Cidade
Adhemar, viajava quase todos os dias para o centro e, despejando Eduardo
Gudin de seu escritório, passava as tardes dormindo em sua produtora, quando
não no confortável sofá da sala de espera da Rádio Eldorado, então instalada
na Rua Major Quedinho. João Lara Mesquita, diretor-executivo da emissora,
facilitando a soneca, providenciou um crachá permanente para o amigo.

Adoniran não precisava mais de holofotes. Um câncer no fígado estava prestes
a tirá-lo do foco para sempre.
ANTONIO GONÇALVES FILHO

Elis, a maior de todos os tempos : 3 x Milton







Elis, a maior, de todos os tempos


Para muitos, Elis foi a maior cantora brasileira de todos os tempos. Incomparável em técnica e garra, a "Pimentinha", o "Furacão Elis", como era chamada, lançou compositores como João Bosco e Aldir Blanc, Renato Teixeira, Fátima Guedes. A primogênita do casal Romeu Costa e Ercy Carvalho Costa foi a primeira pessoa a inscrever sua voz como instrumento na Ordem dos Músicos.

Em 1956, passou a integrar o elenco fixo do programa, Clube do Guri, da Rádio Farroupilha de Porto Alegre. Em 1959, assinou seu primeiro contrato profissional com a Rádio Gaúcha também de sua cidade natal.

Em 1965, venceu o 1º. Festival Nacional de Música Popular Brasileira (TV Excelsior) com "Arrastão" (Edu Lobo e Vinícius de Morais). Dois dias depois, estreou no Teatro Paramount (SP) o show "Elis, Jair e Jongo Trio", que, gravado ao vivo, se tornou o LP "Dois na Bossa". Com sucesso do disco, ela e Jair Rodrigues estrelaram o histórico programa semanal "O Fino da Bossa".

O programa saiu do ar em junho de 1967, porém, Elis continuou ao lado de Jair Rodrigues nos três programas da série "Frente Única - Noite da MPB" (TV Record). Em dezembro, aos 22 de idade, casou-se com Ronaldo Bôscoli, 16 anos mais velho. Logo, nasceu seu primeiro filho, João Marcelo.

O casamento terminou em 1972 e, em 1974, casou-se com o pianista César Camargo Mariano. Viveu em São Paulo, onde nasceram: Pedro, em 1975; e Maria Rita, em 1977. Em 1981, separou-se de César.

Sua carreira internacional ficou mais importante a partir de 1968, quando cantou nas TVs inglesa, holandesa, belga, suíça e sueca. De volta à TV Record, em 1969, fez a série de programas "Elis Studio", dirigida por Miéle e Bôscoli. Em maio, viajou para Londres, onde gravou um LP com o maestro inglês Peter Knight. Em junho, na Suécia, gravou um LP com o gaitista Toots Thielemans.

"Elis & Tom", disco com Tom Jobim, saiu em 1974. Na inauguração do Teatro Bandeirantes (SP), cantou ao lado de Chico Buarque, Maria Bethânia, Tim Maia e Rita Lee. No ano seguinte, lançou "Falso Brilhante", em disco e nos palcos, show que assistido por 280 mil pessoas.

Pela TV Bandeirantes, em 1979, demonstrou a sua intimidade com São Paulo em um programa no qual passeava pela cidade com Adoniran Barbosa e visitava Rita Lee. E participou do Show de Maio, com renda revertida para o fundo de greve dos metalúrgicos de São Paulo, no estúdio da Vera Cruz, em São Bernardo do Campo, para 5 mil pessoas.

Naquele ano, gravou "O Bêbado e a Equilibrista", imediatamente apelidado de "Hino da Anistia". No 13º Festival de Jazz de Montreux, na Suíça, foi aplaudida por 11 minutos. Para agradecer a platéia, fez uma jam session com Hermeto Pascoal.

Em 1980, o show "Saudade do Brasil" reuniu no palco 24 músicos e bailarinos. No ano seguinte, fez o espetáculo "Trem Azul", com cenário de Elifas Andreato. Teve morte repentina, em 19 de janeiro de 1982. Foi velada no Teatro Bandeirantes, e vestia a camiseta proibida pela ditadura militar no show "Saudade do Brasil": a bandeira brasileira, com seu nome escrito no lugar de "Ordem e Progresso".

Elis Regina & Adoniran Barbosa: um passeio emocionado e divertido pela Bexiga, ao som de Saudosa Maloca


Adoniran Barbosa

Sétimo filho de um casal de imigrantes de Treviso, Itália, João Rubinato entregou marmita, trabalhou como varredor em uma fábrica de tecidos, no carregamento de vagões de trens suburbanos, como tecelão, encanador, pintor, garçom, metalúrgico e vendedor de meias para depois adentrar o mundo humorístico do rádio e tornar-se um dos maiores sambistas do país. Criador de um samba tipicamente paulistano, Adoniran Barbosa, como ficou conhecido, elaborava suas letras a partir das trágicas cenas de vida e da linguagem cheia de sotaques, gírias, inflexões e erros de habitantes de cortiços, malocas e bairros característicos da cidade, como Bexiga e Brás. "Pra escrevê uma boa letra de samba a gente tem que sê em primeiro lugá anarfabeto", dizia. Compôs seus primeiros sambas, Minha Vida se Consome, em parceria com Pedrinho Romano, e Teu Orgulho Acabou, com Viriato dos Santos, em 1933. Dois anos depois, ganhou o primeiro lugar em concurso carnavalesco organizado pela Prefeitura de São Paulo, com Dona Boa. Após passar por emissoras como São Paulo, Difusora, Cosmos e Cruzeiro do Sul, recebendo pequenos cachês, notabilizou-se na década de 1940 como radialista cômico, interpretando uma série de personagens, baseados no linguajar coloquial, como o terrível e sábio aluno Barbosinha Mal-Educado da Silva, o negro Zé Cunversa, o motorista de táxi do Largo do Paissandu, Giuseppe Pernafina, o gostosão da Vila Matilde, Dr. Sinésio Trombone, o autor de cinema francês, Jean Rubinet, e o malandro malsucedido Charutinho. Com este último, um dos personagens do programa Histórias das Malocas, escrito por Oswaldo Moles, atingiu o clímax do humor e alcançou popularidade. "Trabaio é boca? Trabaio num é boca. É supurtura, é tumo", falava Charutinho. A união entre o humorista e o músico, nos anos de 1950, representou seus maiores sucessos musicais: Saudosa Maloca (1951), Malvina (1951), Joga a Chave (1953), Samba do Arnesto (1955), As Mariposas (1955), Iracema (1956) e Trem das Onze (1965).

Eu quero um velório assim ou O Dia em que o Bambu Quebrou no Meio - A morte do sambista Bezerra da Silva


Bezerra da Silva
Cantor. Compositor. Instrumentista.

Bezerra da Silva nasceu na cidade de Recife(PE) e foi para o Rio de Janeiro aos 15 anos, escondido num navio, e lá ficou trabalhando na construção civil.

Tocava percussão desde criança e logo entrou em um bloco carnavalesco, onde um dos componentes o levou para a Rádio Clube do Brasil, em 1950. A partir daí passou a atuar como compositor, instrumentista e cantor, gravando seu primeiro compacto e 1969 e o primeiro LP seis anos depois.

Inicialmente gravou cocos sem sucesso. Mas a partir da série Partido Alto Nota 10 começou a encontrar seu público. O repertório de seus discos passou a ser abastecido por autores anônimos (alguns usando codinomes para preservar a clandestinidade) e Bezerra notabilizou-se por um estilo "sambandido", precursor mesmo do "gangsta rap" norte-americano. Antes do hip hop brasileiro, ele passou a transmitir do outro lado da trincheira da guerra civil não declarada: "Malandragem Dá Um Tempo", "Seqüestraram Minha Sogra", "Defunto Cagüete", "Bicho Feroz", "Overdose de Cocada", "Malandro Não Vacila", "Meu Pirão Primeiro", "Lugar Macabro", "Piranha", "Pai Véio 171", "Candidato Caô Caô". Em 1995 gravou pela Sol "Moreira da Silva, Bezerra da Silva e Dicró: Os Três Malandros In Concert", uma paródia ao show dos três tenores, Pavarotti, Domingo e Carreras.

O sambista virou livro em 1998, com "Bezerra da Silva - Produto do Morro", de Letícia Vianna.

Em 28 de outubro de 2004, aos 77 anos, foi internado no CTI da Casa de Saúde Pinheiro Machado, em Laranjeira, Zona Sul do Rio de Janeiro com pneumonia e efisema pulmonar, sendo induzido ao coma, como parte do tratamento. Posteriormente foi transferido para o Hospital dos Servidores do Estado, onde faleceu no dia 17 de janeiro de 2005 em decorrência de uma parada cardíaca.


* 23/2/1927 Recife, PE
+ 17/1/2005 Rio de Janeiro, RJ



Fonte:
www.samba-choro.com.br/artistas/bezerradasilva
www.dicionariompb.com.br/verbete.asp?tabela=T_FORM_A&nome=Bezerra+da+Silva

Formandos em administração da Faculdade Pitágoras: churrascando com caricaturas do Guz. Na foto, a modelo, o autor e a obra.,



Em 6.10.2007 conheci a animada turma da Faculdade de Pitágoras. Graças á Bruna,que aliás teve a idéia de incluir-me no evento, consigo rever os bons momentos em que passei desenhando junto aos formandos. Só não guardei o nome das modelos, muito lindas.Uma pena!

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

O personagem e o cartunista.Vencedor do Oscar 92 da categoria de Curtas de animação


This video was selected by WeShow
Um personagem apenas esboçado é desprezado pelo seu criador, de quem tenta desesperadamente escapar.Direção de Daniel Greaves.

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Caetano : Homenagem ás mães da Plaza de Mayo e a Gilse Cosenza


O You Tube contém um bonito arquivo de solidariedade ás Mães da Plaza de Mayo,na sua lendária luta para impedir o esquecimento das vítimas da ditadura argentina, com o melhor da arte internacional.Caetano Veloso mostra porque é o nosso maior intérprete, na profunda Vuelvo al Sur. Eu estendo a homenagem a todas as mães brasileiras que viveram tragédias idênticas. Esta é para você, Gilse Cosenza,mãe-coragem, querida amiga.Um abraço, de longe.

Mahmoud Ahmadinejad: Gays no Irã?Olha o bofe...


Democracia é isso: o programa Saturday Night Live nem esperou, e já respondeu ao pseudo aiatolá iraniano á afirmação que lá não tem gays.Num clip impagável, com um sósia de Mahmoud, o comediante Andy Samberg não é nem um pouco comedido quando revela a sua paixão pelo baixinho barbudinho, o qual acaba saindo do armário, deslumbradérrima. Com um rap de primeira!

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Pablo Neruda - Explico algunas cosas


Durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939). o poeta chileno Pablo Neruda testemunhou o horror da primeira guerra moderna, antevisão trágica da 2ª guerra mundial, retratada por Picasso em sua obra monumental Guernica.Seu amigo, o poeta Federico Garcia Lorca havia sido fuzilado em agosto de 1936. Neste filme precioso, com cenas dos acontecimentos reais, a voz de Neruda se eleva para exaltar a resistência ao fascismo, e à destruição da sensibilidade.